the FIRST one…

reflexões de um rapaz do sec.XXI

Reflexões de um dia atípico

em 09/12/2008

Ariel

Por vezes e sem que nos vamos apercebendo existem coisas que tomam proporções gigantescas nas nossas vidas…

Bowie

Depois e sem notarmos tornam-se pontos fundamentais no nosso equilíbrio. Eis o exemplo de uma dessas coisas que tanto me dá que pensar, a minha cadela e a sua personalidade e presença que jamais deixou alguém indiferente… Um olho azul e outro castanho, as tonalidades do pelo entre o preto e  o branco, como tudo nesta vida cheia de antagonismos e bipolaridades que rodeiam o nosso dia-a-dia, temos o positivo e o negativo, o bem e o mal, entre outros…

Ontem tive um dia atípico, esses dias fazem-nos pensar em inúmeras coisas e situações com as quais nos deparamos todos os dias sem sequer notarmos, mas por vezes essas, fazem-nos pensar em inúmeras outras coisas… Não nasci para ser árbitro nem juiz nem coisa que o valha, prefiro manter-me na minha humilde posição e  acreditar que todas as pessoas são justas e que jamais pretendem fazer mal umas às outras…

Ariel BowieQuanto mais conheço o ser humano mais amo os animais e em especial a minha Ariel!

Anúncios

2 responses to “Reflexões de um dia atípico

  1. mas a maioria das pessoas não são nem justas, nem bem intencionadas. infelizmente ser adulto é perceber isso e lidar de uma forma relativamente pacífica, o q n quer dizer que nos conformemos. há uma meia dúzia de pessoas q estão perto e são especiais pq são diferentes. mas acreditar na bondade e na justiça do ser humano, para mim, é um pouco ingénuo e só faz com q se sofra ainda mais. eu já não espero grande coisa das pessoas. no entanto continuo a gostar delas.
    *gosto de ti*

  2. Sara diz:

    Concordo com a Inês, embora por vezes também ver as coisas um pouco como tu, isto claro, até à proxima desilusão… O que vale é que nem tudo é assim tão mau, e as coisas boas equilibram ou chegam a superar o resto. É mesmo como aquela música dos Clã:

    “A vida é como uma corda
    De tristeza e alegria
    Que saltamos a correr
    Pé em baixo, pé em cima
    Até morrer”

    Beijitos pa ti e festinhas na barriga para a Ariel

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: